• Central (34) 3818-1100
  • Pronto Atendimento: (34) 3818-1148
  • Central (34) 3818-1100
CAMPANHA DE HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS
7 de dezembro de 2018
30 DICAS DE SAÚDE PARA MULHERES
26 de dezembro de 2018

OSTEOPOROSE

Osteoporose é uma doença silenciosa que vai tornando os ossos mais fracos e porosos, raramente apresentando sintomas. Dessa forma, não há uma investigação adequada e o paciente só busca o tratamento quando acontece a primeira fratura.


A osteoporose é considerada um problema de saúde pública. Dez milhões de brasileiros sofrem de osteoporose, sendo mais comum entre as mulheres – uma a cada quatro mulheres acima de 50 anos desenvolve a doença. E, a cada ano ocorrem no Brasil 2,4 milhões de fraturas decorrentes da osteoporose e em decorrência dessas fraturas 200 mil pessoas morrem.


Osteoporose é uma doença silenciosa que vai tornando os ossos mais fracos e porosos, raramente apresentando sintomas. Dessa forma, não há uma investigação adequada e o paciente só busca o tratamento quando acontece a primeira fratura. Outros casos, ainda mais graves, mesmo após a primeira fratura, não há um diagnóstico o tratamento adequado desses pacientes.


As fraturas podem acontecer em todos os ossos do organismo, sendo mais comum nos ossos da coluna vertebral, colo do fêmur e quadril. Destas, a fratura do colo do fêmur é a mais perigosa. Essas fraturas levam a redução na qualidade de vida do paciente que ficará acamado e incapacitado para atividades diárias e de rotina, podendo desencadear, inclusive um quadro depressivo.


Ter o diagnóstico de osteoporose é muito simples, ele é feito a partir da densitometria óssea, um exame indolor. Esse exame está indicado para as mulheres menopausadas e todos os homens acima de 50 anos que possuem algum fator de risco: baixo peso, fumantes, alcoolistas, sedentários, usuários de corticóides, parentes com osteoporose (hereditariedade) e outras doenças. É recomendado que mulheres acima de 65 anos e homens acima de 70 anos realizem o exame anualmente.


Osteoporose tem prevenção e essa deve ser realizada ainda no período da infância e adolescência. Os pais devem prestar atenção no consumo de cálcio dos filhos (leite e derivados) além de estimular a criança e o adolescente à realização de atividade física. Quando adultos, devem consumir pelo menos 1200mg de cálcio dia e idosos ou mulheres pós menopausa o consumo chega a 1500mg de cálcio por dia. Para referência, temos que um copo de leite desnatado tem 240mg de cálcio em média e uma fatia de queijo frescal 200mg.

Os vegetais verdes e a sardinha também colaboram para uma dieta rica em cálcio. Além da alimentação, os ossos necessitam de atividade física para sua boa formação e remodelação. O paciente deve questionar ao médico qual melhor atividade física diante da sua condição clínica, mas a princípio a caminhada é uma boa escolha dentre as opções.


Para a conscientização da população e dos profissionais de saúde sobre quão importante é prevenir e tratar a osteoporose a IOF – Fundação Internacional de Osteoporose está promovendo uma campanha de cunho internacional para prevenção dessa doença: Capture the Fracture – capture a fratura. Nessa campanha, todos os pacientes acima de 50 anos que tiveram uma fratura devem procurar para realizar exames e investigar osteoporose.


É importante ressaltar que não só a pós menopausa ou o envelhecimento são causadores de osteoporose, assim existe uma necessidade extrema de procurar o médico para que a investigação completa deva ser realizada.
Prevenir e tratar osteoporose é cuidar da qualidade de vida, do direito de ir e vir, da tão sonhada independência na terceira idade. É contemplar a liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *